O conteúdo dessa página pode ser reproduzido desde que informado a fonte e o autor.

26 de mar de 2018

A unção de Cristo (Homilia Diária.804: Segunda-feira Santa)



Maria de Betânia, num gesto ousado de quem ama com toda a alma, quebra uma vaso de nardo puro e unge os pés de Cristo, antecipando-lhe a sepultura. 
Neste vaso de perfume de grande valor vemos simbolizado o próprio Senhor, que será morto dentro de poucos dias para fazer rescender pelo mundo o odor suave de sua graça. 

Assista acima à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta segunda-feira, dia 26 de março, e, com a unção do nosso amor, consolemos Jesus das dores e amarguras que ele irá sofrer por nós nesta Semana Santa.

Evangelho 12, 1-11
1. Seis dias antes da Páscoa, foi Jesus a Betânia, onde vivia Lázaro, que ele ressuscitara. 
2. Deram ali uma ceia em sua honra. Marta servia e Lázaro era um dos convivas.
3.Tomando Maria uma libra de bálsamo de nardo puro, de grande preço, ungiu os pés de Jesus e enxugou-os com seus cabelos. A casa encheu-se do perfume do bálsamo.
4. Mas Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o havia de trair, disse: 5 Por que não se vendeu este bálsamo por trezentos denários e não se deu aos pobres?
6. Dizia isso não porque ele se interessasse pelos pobres, mas porque era ladrão e, tendo a bolsa, furtava o que nela lançavam.
7 Jesus disse: Deixai-a; ela guardou este perfume para o dia da minha sepultura.
8 Pois sempre tereis convosco os pobres, mas a mim nem sempre me tereis.
9 Uma grande multidão de judeus veio a saber que Jesus lá estava; e chegou, não somente por causa de Jesus, mas ainda para ver Lázaro, que ele ressuscitara.
10 Mas os príncipes dos sacerdotes resolveram tirar a vida também a Lázaro, 11 porque muitos judeus, por causa dele, se afastavam e acreditavam em Jesus.


Nenhum comentário: