O conteúdo dessa página pode ser reproduzido desde que informado a fonte e o autor.

18 de set de 2014

A Piscina e a Cruz


Um de meus amigos ia toda quinta-feira à noite a uma piscina coberta.
Ele sempre via ali um homem que lhe chamava a atenção.

Esse homem tinha o costume de correr até a borda da piscina e molhar só o dedão do pé na água. Depois subia no trampolim mais alto e com um esplêndido salto mergulhava. Era um excelente nadador. Não era de estranhar, pois, que meu amigo ficasse tão intrigado com esse costume.

Um dia tomou coragem e perguntou-lhe a razão daquele hábito.

O homem sorriu e respondeu:

- Sim, eu tenho um motivo para fazer isso. Há alguns anos, eu era professor de natação de um grupo de homens. Meu trabalho era ensiná-los a nadar e a saltar de trampolim. Certa noite não conseguia dormir e fui à piscina para nadar um pouco. Sendo o professor de natação, eu tinha uma chave para entrar no clube. Não acendi a luz porque conhecia bem o lugar. A luz da lua brilhava através do teto de vidro.Quando estava sobre o trampolim, vi minha sombra na parede em frente. Com os braços abertos, minha silhueta formava uma magnífica cruz.

O homem respirou fundo com que revendo a situação e continuou:

- Em vez de saltar, fiquei ali parado, contemplando aquela imagem. Nesse momento, pensei na cruz de Jesus Cristo e em seu significado. Eu não era muito religioso, mas quando criança havia aprendido um cântico cujas palavras me vieram à mente e me fizeram recordar que Jesus tinha morrido para nos salvar por meio de seu precioso sangue. Não sei quanto tempo fiquei parado sobre o trampolim com os braços estendidos e nem compreendo por que não pulei na água.

- Finalmente voltei, desci do trampolim e fui até a escada para mergulhar na água.

- Desci a escada e meus pés tocaram um piso duro e liso. Na noite anterior haviam esvaziado a piscina e eu não tinha percebido! Tremi todo e senti um calafrio na espinha.
- Se eu tivesse saltado, seria meu último salto.
- Naquela noite, a imagem da cruz na parede salvou a minha vida.
- Agora você compreende porque eu molho o dedão antes de saltar na água?
Como esse homem da mensagem, nós caminhamos em meio a escuridão, não podemos enxergar e entender muitas vezes as coisas que acontecem ao nosso redor. Quando não entendemos de fato o que Cristo fez por nós, passamos a buscar coisas irrelevantes, fúteis que só poderão ter algum valor aqui nessa terra.
Priorize Cristo em sua vida, Ele irá te mostrar o que realmente é importante, e o que realmente vale a pena acordar e fazer todos os dias, caso contrário, pode ser que você entenda o que de fato tem valor depois de muitos anos e olhe para atrás com pesar de arrependimento.

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

E dizia-lhes uma parábola: Pode porventura o cego guiar o cego? Não cairão ambos na cova? Lucas 6:39

Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca. 1 João 5:18

FONTE TEXTO: http://bibliacomentada.com.br (Postado por Samuel Matos)



Nenhum comentário: