O conteúdo dessa página pode ser reproduzido desde que informado a fonte e o autor.

21 de fev de 2011

VISITA AO SACRÁRIO, É AMOR A JESUS...

Por Rivaldo R. Ribeiro - José Bonifácio-SP 


"Quereis que o Senhor vos dê graças? Visitai-O muitas vezes no Sacrário. Quereis que Ele vos dê poucas graças? Visitai-O raramente". São João Bosco.

Nós gostamos de visitar pessoas amigas de conversa agradável, que sejam como nós, que nos compreende, que não temos medo de revelar nossas fraquezas e culpas, que sempre nos recebe com um sorriso quando abrem a porta e nos vê, ah! Como é bom ser bem recebido numa casa, onde as pessoas transmitem o desejo de por lá nós permanecermos por longo tempo sem interesse algum, você já pensou nisso? Assim é quando visitamos Jesus Sacramentado, abrimos a porta do nosso coração para a Fé diante do Santíssimo, (Mistério de luz na qual Cristo Se faz alimento com o Seu Corpo e o Seu Sangue sob os sinais do pão e do vinho, testemunhando ao extremo o seu amor por cuja salvação se oferecerá em sacrifício), restabelecemos a arte da oração.

Que sintam o Senhor no Sacrário como uma referência para ligação entre os homens e Deus. Não podemos entrar numa Igreja orar e esquecer este centro onde se conserva o pão eucarístico consolando os aflitos, fortificando na nossa fraqueza, (porque certa vez Ele disse: Estarei todos os dias com vocês), e Ele nos espera a todo o momento, sabe dos nossos sofrimentos, de nossas alegrias que esquecemos de agradecer, nunca nos condena, porque a condenação parte de nós através de nossos pecados, assim nos ajuda a levantar pelo arrependimento, quando estamos cegos ilumina o nosso caminho com seu amor. Diante disso, como esquecer desse Amigo? Dedicar um tempo do nosso dia, e dizer um olá, prestar contas da nossa vida, não custa nada não é? Amar a Jesus é retribuir um pouquinho do Seu grande amor por nós.

A visita ao Santíssimo Sacramento é um ato de fé muito bonito, pois proclama a Sua ressurreição, assim se valeram muitos homens e mulheres que hoje veneramos como santos de Deus entre eles São Francisco de Assis, que comungava com tal devoção que tornavam devotos os que o viam. Queria que os seus irmãos participassem todos os dias na Eucaristia porque, dizia ele, "ninguém se pode salvar sem receber o santíssimo Corpo e Sangue do Senhor".. Portanto deve-se estimular o culto eucarístico com a exposição do Santíssimo, mantendo ali permanentemente uma luz especial (vermelha) reverenciando a presença de Cristo, e praticando ardentemente esta Fé poderemos alcançar a regeneração de nossa alma e ânimo para nosso corpo.

Ninguém nos ama como Jesus Cristo, e na Mesa da Eucaristia da-se a união física com Ele e com os irmãos ali presentes. Mas se não houver esta correspondência o Seu amor não terá efeito, cada um de nós na fila da comunhão após o sacramento da confissão, devemos estar em pleno estado de amor com nossos irmãos e em Cristo, porque Jesus Cristo é o Amor fraterno e assim devemos imitá-lo no nosso cotidiano.

*Rezemos a seguinte oração para Cristo sob as aparências de pão:

 
"Restaura, ó Senhor, os costumes, alimenta as virtudes, consola os aflitos, fortifica os fracos, leva à sua imitação todos que se lhe aproximam... Logo, quem quer que se aproxime do Santíssimo Sacramento, com particular devoção, e se oferece por amor com zelo ardente e generosidade a Cristo, que nos ama infinitamente, experimenta e compreende a fundo, não sem prazer e fruto para o espírito, quão preciosa seja a vida oculta com Cristo em Deus, quanto vale estar em demorado colóquio com Cristo. Nada há mais suave na terra, nem mais eficaz para conduzir-nos pelos caminhos da santidade". (Paulo VI, Mysterium fidei - Mistério da fé, 69).




Nenhum comentário: